céu claro

notícias - Esportes

16/06/2017 15:30:40

Jiu-Jitsu na Estrada vai viajar pelo mundo mostrando projetos sociais

Casal de Bento Gonçalves pretende unir o esporte a projetos sociais em visita a diversos países

Lucas Delgado
esporte@jornalsemanario.com.br
Reprodução/Jiu-Jitsu na estrada
José Luis e Aline mostraram a sua Kombi na ExpoBento

O sonho de colocar, nas costas, uma mochila com algumas mudas de roupa e sair de carona pelo mundo é bastante comum entre os jovens. Quem vai à ExpoBento se depara com um casal que pretende fazer isso logo. Só que de forma diferente e com um outro ideal. Ao invés de levar poucos aparatos e depender da boa vontade de outros motoristas, eles vão usar uma Kombi totalmente reformada e preparada; e com um propósito especial: mostrar os projetos sociais de Jiu-Jitsu de diversos países.

A ideia surgiu de José Luis Follador, 29. Desiludido com o meio corporativo e sua a rotina diária, ele pegou caneta, papel e começou a planejar uma vida diferente, em que não vivesse no modo automático. "Pensei no que eu faria se não precisasse de dinheiro. Pensei em viajar e dar aula de Jiu-Jitsu para crianças", explica. A ideia foi crescendo e abrangendo projetos sociais. A partir daí, surgiram novos desafios, mas também uma força, chamada de cumplicidade (ou, também, de Aline).

José Luis e Aline Bortolon, 23, se conheceram e, em pouco tempo, passaram a dividir sonhos e trabalhos. Aline foi lfundamental no processo de solidificação do projeto. Se em um dado momento a ideia passou a ser fotografar projetos sociais com uma simples câmera, ela ajudou na elaboração de algo maior - e que fosse próximo de um trabalho profissional. "Depois que decidimos que iriamos os dois, eu passei a estudar fotografia, filmagens e edição de vídeo. Foi a criação de um desafio que começava nisso", afirma a bento-gonçalvense que conheceu o esporte por conta do companheiro.

O idealizador explica que o sonho de trabalhar, mesmo que indiretamente, com projetos sociais e o Jiu-Jitsu, surgiu por conta da sua história. Crescido em Bento Gonçalves, José Luis estudava de manhã, trabalhava no período da tarde e, à noite, driblava o cansaço e o clima frio típico da serra gaúcha para fazer algo que lhe dava prazer. "Eu pagava para ter uma aula por semana, mas me deixavam treinar todos dias". Foi nessa época que o jovem conheceu o projeto Jiu-Jitsu Para Todos, da Equipe Garra Team, de Bento. "Esse projeto forma o caráter das crianças em vulnerabilidade social. E a gente acha que esse tipo de projeto precisa de melhor divulgação", complementa o futuro aventureiro.

 

Sem caronas

 

Para que o casal pudesse planejar uma viagem segura, sem depender de caronas, o desejo passou a ser de conseguir um meio de locomoção para atravessar o mundo. Surgiu a ideia de procurar em sites de produtos usados. Encontraram uma Kombi em ótimo estado, com motor novo. "Nós tínhamos um carro um pouco antigo e uma moto simples. Fizemos a oferta mas sem acreditar muito no aceite. Quando fechamos, ficamos muito felizes", explica o casal.

A partir da chegada da Kombi, um novo desafio: transformá-la em uma espécie de casa móvel. "O carro tem fogão, geladeira, pia, água potável, climatizador e placa solar para ficarmos independente de energia elétrica". conta José Luis, que garante um veículo totalmente preparado para os desafios de longas viagens, inclusive pelo mar. Isso porque eles planejam atravessar o oceano. "Quando reformamos o carro planejamos no tamanho certo para caber dentro de container, assim um navio transporta tranquilamente" explica, novamente, o casal.

Mas antes de pensar em viagens maiores, Aline e José Luis planejam o trajeto pelo litoral brasileiro, chegando ao norte da América do Sul. Apesar de um plano pré-estabelecido, o roteiro pode variar de acordo com convites e eventos da arte marcial que surjam ao longo do caminho.

 

O projeto

 

O Jiu-Jitsu na Estrada consistirá em fotografar e filmar os trabalhos sociais que utilizam o esporte como ferramenta. Registrar as crianças é uma forma de estimular elas, segundo José Luis. "A gente quer fazer a diferença, inspirar esses jovens que estão nos projetos. Mostrar para elas que tem alguém que as vê e se importa com elas", ressalta. O casal explica que o projeto se baseou também no fato que grandes nomes do esporte são oriundos de projeto sociais pelo mundo.

O início da aventura deve acontecer na segunda quinzena de julho. Enquanto isso o casal busca formas para constantemente financiar o projeto. Na ExpoBento, até o domingo, 18, vendem camisetas e adesivos de divulgação. Parcerias aconteceram para que a Kombi pudesse ser transformada. Parceria também define o elo entre o projeto social, o esporte e a dupla Aline e José Luis. Eles pretendem, por meio do Jiu-Jitsu, divulgar pessoas que ajudam e são ajudadas na sociedade mas que nem sempre são lembradas.

Compartilhe pela rede:
Comente esta notícia