chuva fraca

editorial

23/04/2016 07:00:01

Oficina do Diabo

Jornal Semanário - Jornal Semanário - 23/04/

A idéia de propiciar moradia para 400 famílias que viviam em condição de vulnerabilidade ou de risco sem dúvida alguma foi meritosa na criação e implantação do Residencial Novo Futuro. Mais do que isso, adicionar a essa estrutura uma quadra esportiva, parquinho, cancha de areia e energia solar chegaria a ser um luxo que poucos condomínios de classe média possuem. Para não falar em mercados próximos com boas ofertas. A estrutura é ótima, mas o preparo não foi eficaz. Pessoas que não tinham banheiros onde moravam, que não possuíam uma cultura de asseio, de disciplina, de convivência, reunidas dessa forma sem um acompanhamento eficaz acabaram tornando o lugar uma concentração de problemas de tudo que é ordem, um ambiente propício para o mercado da droga, da violência, da contravenção, uma verdadeira oficina do Diabo.

É bem verdade que problemas de convivência existem em qualquer condomínio, desde o mais popular ao mais luxuoso. Resolver conflitos de interesses de pessoas diferentes vivendo tão próximas não é fácil, nenhum síndico é suficientemente bom. Mas quando concentramos 400 famílias, muitas que jamais haviam conhecido uma habitação, fica mais complicado ainda. Até porque existe ali apenas um síndico para todo o complexo. Talvez se houvesse um síndico ou sub-síndico para cada prédio e um síndico geral, alguns problemas poderiam ser melhor controlados. Outra possibilidade, para impor uma respeitabilidade maior, seria possibilitar ali a moradia de alguns policiais.
Mais do que isso, a necessidade de um acompanhamento intensivo, forte e eficaz, não apenas eficiente, se torna necessário, porque não se pode conceber que alguém saia do seu apartamento de manhã e encontre a chave trocada com outra família morando nele ao voltar pra casa. Esse é o extremo do absurdo real que estão vivendo as famílias do Residencial Novo Futuro, para não falar de outros problemas cotidianos, como inclusive água e luz, até porque, com energia solar, a conta de luz deve ser, ou deveria ser, bem pequena.

Se uma ação eficaz não for implantada ali, o Novo Futuro vai acabar se tornando um novo pesadelo sendo reprisado não só para os moradores como também para a comunidade como um todo. Que tipo de novo futuro será? Algumas medidas precisam ser tomadas como urgência.

Compartilhe pela rede:
Comente esta notícia