14

14°C

BENTO GONÇALVES

editorial

30/08/2014 18:12:43

Melhorias na saúde

Jornal Semanário - Melhorias na saúde

A área da saúde em Bento Gonçalves pode ter alguns problemas, mas está longe de estar entre as piores. Se compararmos com a maioria dos municípios gaúchos, a Capital do Vinho apresenta uma razoável qualidade no que diz respeito à assistência dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as coisas boas que temos por aqui, podemos citar o atendimento que é destinado às gestantes.

Tanto as futuras mamães, quanto os bebês que irão nascer têm uma atenção especial, seja nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), no Pronto Atendimento 24 horas e, principalmente quando precisam da intervenção do Centro Materno Infantil (CMI). Aliás, o CMI é referência no atendimento a gestantes de risco e também aos bebês que apresentam problemas de saúde logo após o nascimento. É desta forma que o município está há quatro anos sem registrar óbitos maternos.

Os números de Bento Gonçalves hoje, na área materno-infantil, são melhores que os registrado no Rio Grande do Sul e também no Brasil. Além disso, o município vem conseguindo manter baixos índices de mortalidade infantil. A ampliação dos atendimentos nas UBSs dos bairros São Roque e Santa Helena faz com que mais usuários possam ter acesso aos serviços oferecidos. Os horários alternativos favorecem os trabalhadores que não têm como faltar ao serviço para ir ao posto de saúde. Esta nova realidade faz com que a cidade viva um novo momento na área da saúde.

A falta de médicos, até pouco tempo tão reclamada nas unidades, hoje está solucionada e faz com que a insatisfação da população seja reduzida. Claro que ainda falta muito para termos o chamado modelo ideal nesta área, mas os avanços obtidos nos últimos meses faz com que acreditemos que tudo pode melhorar.

A comunidade ainda espera pelo PA 24 Horas do bairro São Roque e também pela finalização das obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que, pelo andar da carruagem, deve se tornar realidade em 2015.

Compartilhe pela rede:
Comente esta notícia