chuva fraca
13/05/2017 07:00:00

Samantha Paz

Caroline Pandolfo
social@jornalsemanario.com.br
Andreia D. Fotografia

Missioneira da capital das missões Santo Ângelo, Samantha Paz é casada há 14 anos com Anderson Pereto, segundo ela, um cara admirável. "Foi em Passo Fundo que o conheci. Juntos e cheios de sonhos e expectativas adotamos Bento Gonçalves como nossa", relembra. "Um lugar para prosperar, um lugar para votar e cultivar bons amigos", menciona Samantha ao falar da Cidade do Vinho.

Ela conta que em 2005, ao lado do esposo, estabeleceu seu comércio em Bento. "A Identidade Homem me proporciona algo que vai muito além de apenas comercializar roupas. Tenho um compromisso muito grande com a escolha de cada um de nossos clientes. Compartilhamos nosso melhor. São velhos e novos amigos todos os dias", enfatiza.

Em janeiro de 2008, nasceu o primogênito do casal. Hoje, com 9 anos, Mateus Paz Pereto é um Presente de Deus como sugere o significado do seu nome, comenta a empresária. "Uma criança que chegou para acelerar nossos corações de outra maneira", emociona-se. 

A conclusão no Curso Tecnólogo em Processos Gerenciais coincidiu com a chegada do segundo filho, Davi Paz Pereto, em janeiro de 2012. "Costumo chamar o Davi de ‘minha criança amarela', pois é loirinho, branquinho e com olhos claros. Uma criança doce e expansiva capaz de encher qualquer casa", delineia a mãe.

O dia a dia é muito exigente com pais e mães que seguem uma rotina no comércio. São idas e vindas com os olhos grudados em cada minuto do relógio e por vezes, a atenção aos pequenos é fragmentada. "O deixar de ser filha para ser mãe é um processo sem fim. Desde que o sol nasce até a hora de ter certeza que eles dormem sossegados e em segurança tento ser assertiva através do que recebi da minha mãe", assegura. E acrescenta. "As boas conversas são uma delícia, mas os exemplos são muito mais determinantes na vida de nossos filhos", afirma.

Como mãe, empresária, mulher e esposa, ela assegura. "Amo meus filhos porque me desafiam a ser melhor do que ontem. Amo porque me tiram do sério e me provocam risos. Amo porque choram por pouca coisa e se alegram com tão pouco. Amo porque me fazem sentir importante. Amo e vou continuar amando infinitamente", finaliza.

Compartilhe pela rede:
Comente esta matéria
veja mais

06/05/2017 07:00:00

Ana Luisa Daguer Pergher Borges

29/04/2017 07:00:00

Helena Maria Mascarello Michelon

22/04/2017 07:00:00

Silvana de Araújo Reimann

15/04/2017 07:00:00

Paula Bettoni Carboni

08/04/2017 07:00:00

Jéssica Michele de Souza

01/04/2017 07:00:00

Juliana Pandolfo

25/03/2017 07:00:00

Jaqueline Nunes Franco Geremia

18/03/2017 07:00:00

Lisiane Poletto

11/03/2017 07:00:00

Léia Meotti

04/03/2017 07:00:00

Soraia Lima da Veiga

25/02/2017 07:00:00

Angélica Gregorio

18/02/2017 07:00:00

Jéssica Maria Pozza

18/02/2017 07:00:00

Não é só o chocolate!!!

11/02/2017 07:00:00

Fernanda Cabral Bitencourt

04/02/2017 07:00:00

Sheila Santin Giacomello

28/01/2017 07:00:00

Carine da Silva

21/01/2017 07:00:00

Marisa Kaspary Zanatta

17/10/2015 07:00:00

Simone Ketzer Osório

1 de 13 pág.

cadernos